fbpx
 
 
Digital e Análise Avançada

O terror dos compradores: os itens sazonais

Compartilhar
 
Digital e Análise Avançada

março 17, 2019

O terror dos compradores: os itens sazonais

Compartilhar

Segunda-feira de manhã, o relatório de resultados comunica: a baixa rotatividade de estoques, a perda de margem e a baixa lucratividade na área de vendas. Este é, sem dúvida, o pior pesadelo entre os compradores (buyers) responsáveis por adquirir produtos sazonais (também conhecido como não-reabastecível, in&out, temporários ou não-catalogado) a cada temporada.

 

Esse cenário arrepiante não só acontece entre os executivos de supermercados, é também uma tortura para os líderes de compras de lojas de departamento, lojas de decoração, roupas ou qualquer tipo de estabelecimento que ofereça artigos que tenham um ciclo de vida limitado.

Para os líderes da área responsáveis pelas compras, o manuseio de produtos sazonais é um dos maiores desafios que enfrentam, pois, segundo estudos realizados pela Sintec, estes podem representar até 45% da venda total esperada, sendo o terror na sua máxima expressão.

A maioria dos produtos sazonais (Natal, Páscoa, ano novo) ou microtemporada (dia das Mães, pais, dia das crianças) como roupas, maquiagens, acessórios ou decorações, são considerados como sazonais ou não-reabastecíveis, já que seu ciclo de vida termina com a festividade e, com isso, percebe-se uma diminuição das vendas. Isso se traduz em uma redução nos lucros que vai de 30 a 40% do investimento em estoque, um alto risco para as áreas de compra e um forte impacto para negócios.

Tornar o invisível visível

No decorrer de um ano são muitas as temporadas e microtemporadas, porém, mais que festas, elas são o “inferno na terra” para os compradores das redes varejistas. Alguns dos desafios que os compradores têm acompanhado cada vez que uma nova temporada se aproxima são:

  • Os clientes começaram a comprar seus produtos desde antes, você notou que em Setembro já existem grandes áreas cobertas com decorações de Natal em exibição?
  • Durante as festividades, tudo o que foi comprado e distribuído (talheres, pratos e guardanapos, etc.) deve ser vendido em praticamente duas semanas, porque mais tarde ficará obsoleto.
  • As prateleiras devem ser mantidas cheias, pois, se o cliente não encontrar o produto que está procurando, as perdas podem representativas.
  • Colocar os produtos e garantir o seu reabastecimento em áreas promocionais temporárias, como ilhas.

Toda vez que um novo ciclo de compras é iniciado, os compradores colocam a prova suas habilidades de planejar e distribuir as compras dos produtos sazonais com a maior assertividade possível, com base nas características de cada categoria, classe e família, além da segmentação de lojas e produtos por faixa de preço.

Para reduzir esta angústia, a Sintec criou o Mercante, uma ferramenta que combina análise avançada com a visão estratégica de consultoria de negócios para solucionar o problemas do desbalanceamento de produtos.

Com o Mercante, o comprador tem, em um único processo de planejamento de demanda, com recomendações que conciliam as necessidades de compra, o orçamento, as vendas e os espaços nas lojas, tudo isso de forma modular, podendo inclusive integrar a compra de itens sazonais.

Uma nova perspectiva

O Mercante é semelhante a um centro de controle virtual que apresenta indicadores comerciais tradicionais e dados que geram recomendações otimizadas de compra e distribuição por meio de analitica e estatísticas avançadas, integrando as necessidades de compra, orçamentos, metas de vendas e a margem bruta da operação.

Ele também oferece uma nova perspectiva com previsões de vendas, projetando futuras necessidades de compra através do Open to Buy (com metodologia lógica e planejada de atingir os objetivos de vendas e rotação), além do investimento orçamentário necessário e como otimizar a distribuição para lojas de acordo com as respectivas necessidades.

O Mercante permite avaliar, de forma muito eficiente e otimizada, as promoções sugeridas pelos fornecedores e definir contrapropostas ainda melhores para o negócio, ao mesclar produtos ou volumes, sendo esse tipo de decisão a chave para alcançar uma margem maior e rotação esperada do estoque. Essas decisões se aplicam a ambos os tipos de produto: sazonais e não sazonais.

Planejar e executar as exibições promocionais é o próximo passo na cadeia de sucesso para o comprador que procura dominar a complexidade dos itens sazonais. Através do Mercante, é possível conhecer a disponibilidade de espaços por loja, departamento e corredor para ter uma visão centralizada que permita estabelecer exibições promocionais de maneira inteligente e saber em quais lojas a promoção dos produtos funciona (em termos de venda) ou planejar o estoque necessário para mantê-los no tempo necessário.

Para enfrentar a complexidade gerada pela sazonalidade, é essencial ter o tipo certo de exposição para a seleção dos produtos e avaliar seu desempenho para desencadear possíveis ações corretivas na execução das promoções.

Graças às informações disponíveis e integradas é possível gerar oportunidades de venda, identificar itens que vale a pena investir ou depurar.

Analítica aplicada na evolução dos modelos

A análise avançada desenvolvida no Mercante permite aos usuários acessar uma grande quantidade de dados do setor, oferecendo insumos para enfrentar as complexidades dos itens/categorias sazonais, permitindo aos gerentes da área resolver questões como:
Quantos tipos de lojas existem, segmentando por localização, composição de vendas, etc? Quais os tipos de produtos baseados nas características de sua categoria e preço? Em que loja você vende esses produtos? Quais cores, faixas ou texturas existem? Em qual estabelecimento cada tipo de produto é mais bem sucedido? entre outras.

Outro fator impactado positivamente é o uso de recursos tecnológicos nos centros de distribuição ou na logística das lojas de departamento. Os dados oferecidos pelo Mercante permitem evoluir os modelos atuais, com dados mais confiáveis e maior detalhamento.

Ao realizar este processo com menor incertezas, o comprador é capaz tomar decisões melhores do planejamento da compra até a decisão do que fazer com os resíduos e onde reposicioná-los, com um visão clara e eficiente de seu trabalho.

Não importa o quanto for necessário comprar no Natal, na Páscoa, ou no Dia dos Namorados, nunca mais os itens sazonais serão uma aflição, pois o processo pode tornar-se mais fácil, prático e lucrativo.

O mistério resolvido dos itens sazonais

A solução deste problema tornou-se possível graças a esta solução flexivel para diferentes empresas e produtos que cria um círculo virtuoso e um ambiente integrado de pessoas e informação.

O uso de ferramentas de planejamento, como o Mercante, pode economizar até 60% do tempo dentro do ciclo de planejamento, compra e distribuição.

O Mercante é uma ferramenta inovadora que, além de permitir que os varejistas tenham uma visão completa de seus produtos sazonais ou não, é a única que auxilia a tomada de decisões sobre o que aplicar em qual lojas, chegando ao nível de indicar a necessidade do posicionamento em ilhas ou pontos diferenciados.
Quer saber mais? Entre em contato conosco! 

 


Diretora, Sintec Digital

 


Sócio Sintec Digital, Monterrey